::Bizarro e Pitoresca::

O blog de abobrinhas da Ana e do Luiz

Análise de títulos e cartazes

O filme Sweeney Todd: the demon barber of fleet street, tem seu título traduzido literalmente para o português, sendo Sweeney Todd: o barbeiro demoníaco da rua fleet, mantendo a idéia original.

As letras têm formato que lembram lâminas, fazendo menção às navalhas usadas pelo barbeiro para matar suas vítimas. O esguicho de sangue no centro do título é artifício para identificar os assassinatos recorrentes na produção cinematográfica em questão.

O título ainda se refere ao personagem principal, o barbeiro Sweeney Todd que, após pensar que sua família havia sido morta e passar anos na prisão, retorna à Londres para se vingar do Juiz Turpin, o responsável por tal tragédia.

Bem como o título, o cartaz de divulgação traz em destaque o ator principal (“Johnny Depp is”), caracterizado como o protagonista Sweeney Todd, sentado no local que se tornará o ambiente da barbearia onde ele executará os assassinatos.

As cores usadas são escuras, por se tratar de um tema dramático e também pela direção de Tim Burton, conhecido por sua estética dark. O destaque para o diretor também pode ser percebido pela inscrição “a Tim Burton film”, acima do título.

Na parte inferior há ainda informações como: os estúdios (Warner Bros e Dreamworks) e seus respectivos logotipos, os nomes dos atores principais, dos produtores e do diretor (Tim Burton). Há ainda a indicação da época de estréia do filme (“this christmas”), procurando atrair os espectadores às salas de cinema.

Por fim, a tag-line: “never forget, never forgive”, faz referência ao instinto de vingança do personagem principal que tem sua liberdade, bem como a sua família, roubadas por caprichos de um homem poderoso. Mesmo com 15 anos para esquecer o ocorrido, Sweeney repete esta frase no decorrer do filme para mostrar que seu ódio não cessou e ele está à procura do culpado.

O filme de título original Full Metal Jacket, foi nomeado em português como Nascido para matar. A tradução não foi literal e o título em português sugere a idéia de um filme violento.

As letras datilografadas, pretas em um fundo branco e em caixa alta. Pelo fato das cores e letras usadas serem mais básicas, a expectativa criada é de um filme que vai passar a mensagem desejada de forma simples e direta.

À primeira vista, o título é evocativo por fazer referência à “full metal jacket”, sendo de alguma forma também, enigmático. A tradução especifica que alguém é o “nascido para matar”, o que pode nos remeter ainda a um personagem do filme.

O cartaz da produção cinematográfica em questão ressalta o diretor (Stanley Kubrick’s…), sem grande destaque para os atores. Por não haver nenhuma foto de pessoa neste material promocional, há o indício de que o tema será mais destacado.

As letras menores no cartaz contêm o nome do estúdio, do diretor, dos atores principais, dos produtores, co-produtores e ainda indica que a história é baseada em um romance escrito por Gustav Hasford. Não há referência a nenhuma premiação.

A imagem utilizada para ser a porta de entrada da produção está em primeiro plano e mostra um capacete usado por soldados, com a inscrição “born to kill”, o que explica a tradução do título já citada.

De forma contraditória ou até irônica, há no capacete o símbolo usado pelos hippies e abaixo dele munição de armas de guerra, tal imagem sugere que o tema abordado será a guerra do Vietnã.

As cores do capacete remetem à vestimenta militar e o fundo branco destaca a imagem principal que está centralizada. Há ainda ênfase no nome do diretor, o qual inclusive consta no título da obra.

A tag-line “in Vietnam the wind doesn’t blow it sucks”, indica que serão mostradas as situações difíceis enfrentadas pelos soldados em uma Guerra cheia de controvérsias como a do Vietnã.

Após assistir ao filme, algumas observações puderam ser feitas. O título original é citado pelo personagem Pyle antes de se matar. Ele tem nas mãos um rifle e diz ao seu amigo que o tipo das balas usadas são as revestidas de metal (full metal jacket).

Já o título em português e a imagem principal do cartaz, têm referência primeiramente no treinamento, no qual os soldados são motivados sempre a matar. Em um segundo momento, há alusão explícita no capacete usado pelo soldado Joker, com a inscrição “born to kill”.

Ao mesmo tempo, como é mostrado no material promocional, o soldado Joker usa em seu uniforme um botton com o símbolo hippie da paz e, ao ser questionado sobre isso, afirma ao seu superior que o usa para mostrar a dualidade dos homens.

Sendo assim, o filme utiliza muito mais de simbologias para passar sua mensagem, confirmando a idéia de não destacar nenhum ator e/ou personagem para a divulgação da produção.

Análise dos cartazes dos filmes feita pela aluna Ana Carolina Dias, para a disciplina “Fundamentos de Cinema”, do terceiro período de jornalismo do curso de jornalismo do Centro Universitário de Belo Horizonte – UNI-BH

Navegação de Post Único

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: