::Bizarro e Pitoresca::

O blog de abobrinhas da Ana e do Luiz

Arquivo para a categoria “Uncategorized”

Batman e eu, eu e Batman.

Muitas pessoas brincam comigo por conta dessa adoração que tenho pelo Batman. Hoje mais cedo eu estava pensando no assunto e me lembrei que talvez a origem disso tudo tenha sido no primeiro filme que vi no cinema: Batman, de Tim Burton.


Me lembro que na cena dessa imagem acima eu sai correndo pela sala com um misto de pavor, intriga e admiração.

Desde então, todas as minhas roupas, capas, bonecos e quadrinhos foram do Homem Morcego (fora o tokusatsu) e é assim até hoje, vide a minha foto do perfil no Facebook.

Batman é e sempre será mais que uma pessoa de capa. Ele é uma ideia que ao menos na minha cabeça estará presente para sempre.

Perca o humor agora, pergunte-me como.

 

Como é difícil fazer dieta. Pensar no MONTE de coisa que eu vou deixar de aproveitar e principalmente no quão mal humorado eu vou ficar e já tenho ficado.

É muito tenso, eu não consigo deixar de comer. Não tem essa de comer um pouco e esperar que a fome vai embora, eu sou um cara muito grande pra isso.

Penso em comida o tempo todo. Pra piorar, na minha família, celebra-se a comida! Nos reunimos para conversar e estar juntos sempre onde exista comida e todo churrasco é uma festa.

Ir em uma festa e ver todo mundo (magro) comendo e bebendo tudo que desejam é muito tenso. Se eu começo a comer, preciso ir até o final e isso nunca vai mudar. Festas realmente são torturas.

Não adianta comer de 3 em 3 horas porque isso me dá mais fome, a única coisa que me alivia é comer até ficar satisfeito ou dormir e não estou podendo fazer nenhuma das duas coisas.

Estou MUITO acima do meu peso, fico cansado facilmente, durmo mal e ando indisposto mas eu não acho que isso venha a valer 0,1% do esforço de não comer. Fora a estética: milhares de roupas e visuais que nunca pude usar porque não tinha o meu número e logicamente o complexo de vez em quando bate na porta podendo ou não ir embora rapidamente.

Com tanta doença que dá pra tratar eu tinha que ter uma incurável? Tenho que dar graças a Deus por não ter nada sério mas essa aí pode levar a outras e é por isso que me esforço, em vão e já tem uns bons dez anos, em tentar reduzir um pouco o peso.

Mal do século? Esse é o meu.

O inusitado funcionamento da minha cabeça

Estranhas lembranças que eu tenho:

Em um janeiro do comecinho da década de 90 quando eu morava em Belém, fui com meu pai e minha mãe receber meus avós no aeroporto. O avião atrasou e fomos esperar. Era de noite e a espera ia até a madrugada.

Fomos pra uma sala da aeronáutica, era uma pequena sala com uma tv bem velha passando filmes em preto e branco. Eu me diverti com o filme e depois dormi num pedaço do sofá, entre meu pai e minha mãe.

Acordei com as palavras da minha mãe: “o vô e avó chegaram”. Não sei porque lembro disso tão bem assim mas sinto uma melancolia e felicidade diferente ao pensar nesse dia.

Vai entender minha cabeça.

Navegação de Posts